• Rogger da Costa

Zetti lembra de treinos de posição de décadas atrás: ‘goleiro saía morto’

Atualizado: Mai 15

Foto: Ulisses Gama / Bahia Notícias 

Um dos destaques do Eu Vivo Futebol, que ocorre neste sábado (2) em Salvador, o ex-goleiro Zetti destacou a evolução no treinamento de goleiros. Para o ex-arqueiro que começou no Guarani e fez história no São Paulo na década de 90, os treinamentos para a posição deixaram de ser testes de resistência. Zetti diz que décadas atrás a qualidade do treino era equivalente ao cansaço sofrido.

“A gente fazia muita repetição lá atrás. O goleiro saia morto. Chegava até a passar mal. Dizia assim “treinou bem porque passou mal”. E não é isso. O goleiro tem que ter muitas repetições, mas de movimentos diferentes e voltados para o jogo, para aquela necessidade do momento. Então, mudou o conceito e o goleiro está treinando com mais qualidade hoje”, avaliou em entrevista ao Bahia Notícias. O ex-atleta também afirmou que o modo do jogo exigido na atualidade, fez o goleiro se aperfeiçoar. Na época em que treinou, era diferente.

“Eu falo sempre que na minha época já existia isso, mas os goleiros não se preocupavam muito em treinar com os pés ou participar fora da área. Eram poucos. Se conta nos dedos os goleiros da minha geração que trabalhavam muito bem com os pés e faziam participação no jogo”, diz. Por Ulisses Gama e Francis Juliano, do Bahia Notícias

0 visualização

Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco

© 2020 por Voa Goleiro. Tudo sobre Goleiros.