• Rogger da Costa

WEVERTON VIVE AUGE NA CARREIRA E LEMBRA TREINO DURANTE PAUSA DO FUTEBOL

Weverton vem sendo um dos protagonistas da bem-sucedida temporada do Palmeiras. Aos 33 anos de idade, no auge da carreira, o goleiro respondeu se considera ser o melhor do mundo na posição e lembrou o treinamento realizado por conta própria durante a pausa do futebol em função da pandemia de covid-19.


"Sabemos da dificuldade que é ser goleiro. Eu não me considero o melhor do mundo. Estou em uma fase excelente, sim. Mas não me considero o melhor. Tem muitos grandes goleiros no Brasil e a disputa sempre é muito boa. Estar no meio deles requer muito trabalho e regularidade", disse Weverton ao Sportv.


Convocado pelo técnico Tite para disputar as Eliminatórias Sul-Americanas em 2020, o palmeirense tem boas chances de integrar a Seleção na próxima Copa do Mundo. Em alta, Weverton citou o período de interrupção do futebol causado pela pandemia de covid-19.


"Gosto sempre de lembrar o que me fez chegar até aqui. Nessa temporada, diante das incertezas que tivemos, sem saber quando o futebol voltaria, eu contratei um preparador de goleiro e treinava, treinava, treinava. Hoje, lembro de tudo isso e vejo quanto vale a pena você se dedicar", declarou Weverton.


Decisivo na final do Campeonato Paulista, o goleiro também brilhou na campanha rumo ao título da Copa Libertadores.


"Estou muito feliz e realizado com meu momento. Se o Palmeiras não conquistasse tantas coisas importantes na temporada, talvez eu não estivesse passando por esse momento. Isso é fruto de muito trabalho, do Rogério (Godoy), do Thales (Damasceno) e de todos os companheiros", disse Weverton, citando seus preparadores.



144 visualizações0 comentário