• Rogger da Costa

VAN DER SAR PEDE PARA FÁBIO SEGUIR NO CRUZEIRO ATÉ COMPLETAR MIL JOGOS


No terceiro e último episódio do especial “Fábio, uma vida de Cruzeiro”, produzido pelo departamento de comunicação do clube e transmitido nesta quinta-feira no Facebook Watch, o goleiro de 40 anos foi surpreendido com uma mensagem de um dos maiores jogadores da posição. Ex-Ajax, Juventus, Manchester United e Seleção da Holanda, Edwin van der Sar parabenizou o camisa 1 pelos 900 jogos completados a serviço da Raposa em 2020 e sugeriu que ele continuasse a carreira até alcançar a milésima partida, possivelmente em 2022.


Com semblante de surpresa, Fábio deu uma gargalhada e, ainda sem acreditar, exclamou. “Aí sim, hein?! Aí falou o mestre, velho! Que isso. Van der Sar é um fenômeno. Ainda mandou eu continuar, né?! (Risos). Agora vou ter que continuar. Se o homem que entende da posição falou (...). É uma satisfação, uma honra, um sonho poder receber uma mensagem dessas”, disse o goleiro.


“Como disse, minha carreira foi uma vitória em todos os aspectos: de onde saí, das dificuldades que passei, de todas as batalhas. O mais importante é vencê-las e ter o reconhecimento. Ninguém pode tirar esses momentos da minha memória, e eu quero terminá-la com grandes momentos ainda que vão acontecer. Que Deus abençoe imensamente a todos vocês. Nação azul, agradeço de coração. Foi uma honra vestir essa camisa maravilhosa”, complementou.


No mesmo vídeo, Fábio recebeu depoimentos de outras personalidades no mundo futebolístico, como o goleiro Gomes e o atacante Willian, além dos ex-jogadores Maldonado, Geovanni e Romário. Familiares do ídolo do Cruzeiro - a esposa Sandra, a irmã Fabiana e os filhos Pablo e Valentina também enviaram felicitações pela história construída no clube.


Fábio alcançou 900 jogos pelo Cruzeiro na derrota por 2 a 1 para o Sampaio Corrêa, dia 8 de outubro, no Mineirão, pela 14ª rodada da Série B. Na ocasião, o Superesportes colheu depoimentos de preparadores de goleiros que trabalharam com ele na Toca.


Depois disso, o camisa 1 disputou mais 11 partidas, chegando a 911. Faltam, portanto, 89 para a milésima. O presidente Sérgio Santos Rodrigues declarou, em entrevista à Rádio Super, que esse é um dos objetivos na negociação para a renovação contratual com o goleiro.


“O Fábio é muito tranquilo. Eu, pessoalmente, estou conduzindo isso e acaba que nesse ritmo de viagens, de jogos, muito corrido. Dia de jogo nunca é um dia bom de conversar isso. Aí, chega o fim de semana. Mas hoje (quinta) estive na Toca, bati um papo com ele e não tenho dúvida nenhuma que o Fábio estará com a gente no centenário. Vai fazer os mil jogos pelo Cruzeiro, falta um detalhe ou outro só para nós sacramentarmos isso. Mas é claro que ele está no nosso projeto e vai dar certo essa renovação”.


Titular desde 2005, Fábio teve passagem anterior pelo Cruzeiro, entre o fim de 1999 e o primeiro semestre de 2000. Como reserva de André, conquistou o tri da Copa do Brasil. Sob as traves, acumulou mais duas taças da competição (2017 e 2018), além de dois Brasileiros (2013 e 2014) e sete Campeonatos Mineiros (2006, 2008, 2009, 2011, 2014, 2018 e 2019).


Feito raro no futebol


A marca de mais de 900 jogos de Fábio pelo Cruzeiro é rara no futebol. No Brasil, outros quatro atletas superaram a “barreira” pelo mesmo clube: Rogério Ceni, do São Paulo (1.238); Pelé, do Santos (1.116); Roberto Dinamite, do Vasco (1.110); e Ademir da Guia, do Palmeiras (901). No mundo afora, o defensor italiano Paolo Maldini disputou 902 partidas pelo Milan, ao passo que o galês Ryan Giggs entrou em campo 963 vezes pelo Manchester United. Já o pouco conhecido zagueiro norte-irlandês Noel Bailie atuou em 1.013 oportunidades pelo Linfield, maior time de seu país.


Outros craques da bola que ficaram marcados por defender a mesma camisa durante tanto tempo não chegam perto de Fábio. No Barcelona, Xavi alcançou 767 jogos, enquanto Lionel Messi soma 743. No Manchester United, Paul Scholes disputou 718 partidas, número ligeiramente superior aos 710 de Steven Gerrard no Liverpool. Na Itália, Javier Zanetti esteve em 858 jogos pela Inter de Milão, e Francesco Totti representou a Roma em 786 oportunidades.


No Brasil, é possível citar Júnior (865 jogos pelo Flamengo), Valdomiro (853 jogos pelo Internacional), Harlei (831 jogos pelo Goiás) e Wladimir (805 jogos pelo Corinthians), além de Pepe (750 jogos pelo Santos), Nilton Santos (721 pelo Botafogo) e Zico (732 pelo Flamengo).


Confira o trecho citado no vídeo abaixo:



282 visualizações0 comentário