top of page
  • Rogger da Costa

ME ACORDE QUANDO SETEMBRO ACABAR

O texto a seguir é uma reprodução do originalmente publicado AQUI, por Mohamad Fares.


Já dizia Billie Joe Armstrong, na conhecida música da banda americana Green Day, nominada 'Wake me up when September ends'.


O mês 09 do calendário denomina-se 'Setembro Amarelo', pois em seu décimo dia temos o conhecido “Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio”. Por lógica, exclusivamente neste mês, veículos de comunicação alertam para a importância dos cuidados com a saúde mental. Até aí tudo bem, um ponto importantíssimo – particularmente, eu faço acompanhamento psicológico e oriento a todos (PRINCIPALMENTE ATLETAS DO FUTEBOL) que o façam.


Mas, por que esses mesmos meios de comunicação não agem em prol da saúde mental também nos outros 11 meses do ano? O que mais nos vemos é a “imprensa especializada” expondo atletas ao ridículo, fazendo postagens tendenciosas e maldosas, induzindo pessoas desconhecidas a criticarem-no sem quaisquer critérios em troca do famoso ENGAJAMENTO.


Em determinadas vezes, são publicações sutis; em outras, a perseguição se torna escancarada. E isto induz a ofensas que ultrapassam a barreira profissional e partem para a vida pessoal, com o envio de mensagens para familiares. Muitas das vezes porque ele é “atleta profissional, ganha milhões e tem que aguentar pressão”. Irmão, imagina você não poder ir jantar com a sua família com medo de um cidadão que você nunca viu na vida te xingar na frente do teu filho e tua esposa?


Cansamos de abordar críticas injustas a jogadores pela simples busca pelo sobredito ENGAJAMENTO.


Você já parou para pensar que teve jogador que precisou ir embora do país seria matéria? E o pior: mesmo indo embora, não o deixaram em paz. Mas agora é “Setembro Amarelo, vamos nos cuidar”?


O cuidado tem que ser contínuo, as críticas têm de ser justas e jamais extrapolar a barreira profissional e o respeito com o outro.


Caso contrário, essa conscientização mensal não passará de mera hipocrisia e mais uma ferramenta de “likes”.


Você, que está lendo esse texto, se estiver passando por um momento difícil, procure ajuda. Você não está sozinho.

53 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page