• Rogger da Costa

JOÃO PAULO - DE 4º GOLEIRO A TITULAR

Aos 25 anos, João Paulo vem tendo de superar uma inatividade de três temporadas para se firmar na meta do Santos e mostrar que a base do clube também revela bons goleiros. Ele iniciou a temporada 2020 como quarta opção da equipe para a posição, mas fatos em sequência o levaram a se tornar titular com Cuca no Campeonato Brasileiro a partir do duelo com o Sport.


No começo do ano, João Paulo estava atrás de Everson, Vanderlei e Vladimir na hierarquia. Mas viu todos ficarem pelo caminho, a começar por Vanderlei, que perdeu o status de titular em 2019, com Jorge Sampaoli, e acabou se transferindo ao Grêmio.


Dono da meta do time, Everson acionou o Santos na Justiça no meio de julho. Ele ainda não conseguiu se desvincular, mas não treina mais no CT Rei Pelé. Vladimir, então, começou a atuar no gol. Mas se lesionou na vitória por 3 a 1 sobre o Athetico-PR, na Vila Belmiro. Foi quando surgiu a chance João Paulo.


O goleiro teve atuação segura na partida e foi escalado diante do Sport. No triunfo por 1 a 0, foi importante para levar o Santos a terminar a partida sem ser vazado, algo que não havia acontecido nos sete compromissos anteriores da equipe.


Até a sequência atual, João Paulo só havia participado de um jogo oficial pelo Santos, em julho de 2017, contra o Vasco, pelo Campeonato Brasileiro. Neste domingo, o goleiro formado na base do clube terá a chance de disputar seu primeiro clássico como profissional, diante do Palmeiras, no Morumbi.


O camisa 34 do Santos foi campeão da Copa São Paulo em 2014, sendo promovido aos profissionais em 2015. Com três defesas difíceis, se destacou contra o Sport. E agora tenta ser um goleiro da base a se tornar titular do Santos, algo que não acontece desde Rafael Cabral, campeão da Copa Libertadores em 2012.


“Venho me preparando durante muito tempo para poder viver este momento. Pude sentir o gostinho de jogar, aquela adrenalina antes de entrar em campo, e graças a Deus tudo correu da melhor forma. Agradeço muito ao Vladimir, é um cara que me ajudou muito desde que subi para o profissional, e independentemente de quem a comissão técnica escolher, tenho certeza de que fará grandes jogos e representará muito bem a camisa do Santos”, disse.


Enquanto Vladimir se recupera, João Paulo espera ampliar a série de atuações seguras para seguir com a confiança em alta com Cuca, que fez elogios a ele após o triunfo na Ilha do Retiro. O camisa 34 vem tendo John como reserva.


“Fico muito feliz em poder ajudar o Santos, em ter recebido a confiança do professor Cuca, da comissão técnica e de todos os companheiros. Infelizmente, o Vladimir não teve condições de atuar. Tive a oportunidade de mostrar o meu valor nesses dois jogos. Estou muito feliz com esse momento e espero viver isso mais vezes com essa camisa”, disse.




458 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco

© 2020 por Voa Goleiro. Tudo sobre Goleiros.