top of page
  • Caio

Até o momento, quem vem sendo o goleiro mais decisivo do Brasileirão?

Um excelente texto de Felipe Noronha, do Eu vim de Santos

“Este texto teve seu título inspirado em um tuíte dominical de André Rizek, jornalista do SporTV. Eu sou muito fã de Rizek, gosto de como conduz seu programa, de sua postura em diversos assuntos – muito além do esporte, aliás – e de muitas de suas opiniões. Por respeitá-lo a este ponto é que tomo a liberdade de escrever as linhas baixo.

Porque, consagrado pelo Fluminense na partida do último final de semana ou não, Cássio não é o jogador mais decisivo e regular do Brasileirão até aqui. Nem “talvez”, como foi dito. Este é Vanderlei.

Um dos pontos centrais deste blog e de seu podcast é mostrar ao fã de futebol o Santos que poucos veem, pois poucos assistem. E em “poucos” englobam-se mídia e torcedores comuns. O Santos é pouco assistido e ponto. Quase ninguém consegue debater a realidade santista sem clichês.


Por isso, quando um santista fala que Vanderlei é o melhor do Brasil em sua posição desde 2015, ele faz trabalho de formiga: em 2015, era tomar coragem para brigar com quem riria de sua cara; em 2016, era implorar para que as pessoas acreditassem; em 2017, é simplesmente pegar vídeos de todo e qualquer jogo do Santos e, com todo respeito, jogar na cara de quem segue duvidando.

O Santos, que teve exatos zero minutos de sua dupla de zaga titular no ano (não esqueçam: Luiz Felipe e Gustavo Henrique deveriam ser os titulares do time), está invicto na Libertadores e tem a segunda melhor defesa do Brasileiro.

Vanderlei tem David Braz e Lucas Veríssimo à sua frente usualmente. Veríssimo evoluiu? É claro. Mas ainda não está em nível alto. Braz é abaixo da média. Noguera e Cléber nem se falam. E Vanderlei levou o Santos a 10 jogos sem levar gols em 16 partidas no Brasileiro.

Repito: 10 jogos sem levar um gol sequer.


“Mas Cássio tem a melhor defesa do torneio e não levou gol em 12 jogos!”, alguém pode rebater. E é verdade. Com o melhor time da competição (até o momento) e com uma dupla de zaga titular de um nível muito, mas muito acima da santista.

Outro fator são as defesas difíceis. Contra o Bahia, no jogo mais recente, Vanderlei teve três delas. Três lances em que um goleiro bom sofreria o gol e ninguém contestaria. Mas Vanderlei defendeu todos e garantiu os pontos ao Santos.

A defesa do Corinthians impede que a bola chegue constantemente ao seu goleiro. A do Santos não. O Santos é pressionado constantemente. Tanto que Levir Culpi resolveu jogar no contra-ataque. Vanderlei precisa estar atento o jogo todo. Cássio tem minutos e minutos tranquilos.

Portanto, quando você assistir aos “gols do jogo do Santos”, que é o que os programas de televisão costumam passar do time, você não verá as defesas de Vanderlei. Ele será ignorado.

Quando você levar um susto ao mostrarem a tabela do Brasileiro e falarem muito do líder, do vice-líder, de Flamengo, de Palmeiras, da crise no Galo, da crise no SP, do trabalho de Luxa no Sport, do “guerreiro Botafogo”, dos moleques do Vasco, e ignorarem o terceiro colocado, lembre-se: ele está ali por causa de seu goleiro.

O nome dele é Vanderlei. O jogador mais decisivo e regular do Brasileirão até aqui.”

2 visualizações0 comentário

Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
bottom of page