• Voa Goleiro

Após novo pênalti defendido, Fábio cobra “Critério e coerência” em convocação

Atualizado: Mai 19

Os últimos quatro pênaltis batidos contra a meta do Cruzeiro pararam nas mãos do goleiro Fábio. Em grande fase, o goleiro garantiu empate em 1 a 1 com o Grêmio, em Porto Alegre, nesta quarta (22), pelo Campeonato Brasileiro, ao defender a cobrança de Luan no fim da partida. Herói do time também na classificação contra o Santos no meio de semana, pela Copa do Brasil, com três cobranças defendidas, ele cobrou o técnico da seleção brasileira, Tite.

“A gente não sabe o que acontece, pois o critério não é o mesmo. Seleção é o ápice da carreira de um atleta e, nos últimos anos, poucos conseguiram manter o nível. Passam quatro anos, passam mais quatro anos, e estou aqui ajudando os companheiros e minha equipe. Ajudei para que minha equipe não saísse derrotada”, destacou Fábio.

Aos 37 anos, o goleiro foi poucas vezes convocado para defender a seleção brasileira. Tite nunca o chamou. No passado, foi chamado por Parreira, quando defendia o Vasco, na preparação para a Copa de 2006. Disputou a Copa das Confederações de 2003, a Copa América de 2004 e as Eliminatórias para a Copa. Após o Mundial, foi convocado nas primeiras listas, ainda em 2006, por Dunga, e depois somente em 2011, com Mano Menezes, mas sempre como reserva. Nunca estreou pelo time.

0 visualização

Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco

© 2020 por Voa Goleiro. Tudo sobre Goleiros.