• Voa Goleiro

A Preparação Psicológica dos Goleiros de Elite

Por Miguel Menezes, do Futebol Apoiado

Hoje venho falar sobre algo que me desperta bastante interesse quando se fala da preparação do atleta ao mais alto nível, e não só, e que é uma área onde nem sempre as opiniões são fáceis de aceitar, visto que o domínio do Treinador é normalmente reduzido. Pode-se falar em várias dimensões na preparação do atleta: técnicas, tácticas, físicas e psicológicas. Irei abordar sucintamente (devido à sua dimensão) um pouco a dimensão psicológica por defender e acreditar que esta dimensão tem grande influência sobre todas as outras, tanto pela positiva como pela negativa.

Quantos de nós, Treinadores, por vezes não conseguimos perceber o porquê de determinada decisão ou de determinada ação do nosso Goleiro? Eu diria muitos. Diria ainda que por vezes nem pensamos nem valorizamos esta preparação psicológica, quer seja do Goleiro quer seja de qualquer outro jogador. No Goleiro, por toda a envolvência em torno da posição, a solidão, o erro, etc., esta dimensão devia merecer especial atenção.

O exemplo que trago é o de Rui Patrício, Goleiro campeão europeu e uma estratégia que ele usa para a sua preparação – o Yoga. Não sou praticante de Yoga nem conheço os detalhes, mas após algumas pesquisas despertou-me o interesse. Uma rápida pesquisa fala que “seguir e conhecer os exercícios físicos e mentais do Yoga traz benefícios e pode até resultar em mudanças radicais de vida.” Isto interessa! Indo mais a fundo, “a importância do equilíbrio entre o corpo, a mente, a energia e as emoções.”. Isto interessa ainda mais! Em qualquer atleta de alto rendimento, ainda para mais num Goleiro, a capacidade de controle corporal, o foco e a mente, a economia energética e a gestão emocional são elementos fundamentais para uma performance de alto nível.

No caso de Rui, como pode ler-se na hiperligação disponibilizada abaixo, ele vai mais além, referindo até outras técnicas:

“A primeira melhoria que notei com a prática do Yoga foi na postura. Trabalho o equilíbrio, a concentração, a flexibilidade e a estabilidade, que são muito importantes na minha profissão. O meu trabalho no gol e o Yoga têm em comum o uso da mesma ferramenta: o corpo – o que torna esta prática ainda mais especial para mim. Aliando-a ao relaxamento e à meditação, sinto-me mais tranquilo e completo.”

Falamos aqui de várias coisas bastante interessantes na preparação do Goleiro: as posturas, o equilíbrio, a concentração, a flexibilidade e a estabilidade. Para além do Yoga, Rui Patrício refere ainda o relaxamento e a meditação como peças fundamentais na preparação para a sua profissão.

Concluindo, a meu ver, fica clara a importância da preparação psicológica do atleta ao mais alto nível. Esta é uma área que acho que é difícil para os Treinadores na sua larga maioria. Podemos pesquisar e tentar criar estratégias para uma performance mais elevada, mas penso que nestes casos (ao mais alto nível) devemos tentar encaminhar o atleta para pessoas especializadas na área (da preparação mental). Queria vos deixar algumas questões:

A preparação psicológica é somente importante num nível de elite? Quando se deve começar a preparação psicológica do atleta (idade)?

Como Treinadores já sentiram a influência “do psicológico” num rendimento desportivo (quer pela negativa quer pela positiva)? Outras estratégias que conheçam e queiram partilhar?

Juntos somos mais fortes!

2 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco

© 2020 por Voa Goleiro. Tudo sobre Goleiros.