top of page
  • valdirbardi

A IMPORTÂNCIA DE UMA DEFESA

Uma Copa do Mundo de tantas defesas, de tantos goleiros apresentados ao mundo pelas suas defesas históricas ou pela peculiaridade de suas histórias de vida como a goleiro holandês, Noppert que virou titular dos holandeses em plena copa e tem uma história de superação para chegar no mais alto nível (conheça essa história AQUI). Impossível não citar também o goleiro americano Matt Turner, que passou poucas e boas, desde uma falha bizarra na categoria de base até ser o número 1 de seu país, ou até mesmo o goleiro Bono que liderou com atuações insólitas a destemida seleção de Marrocos para conseguir fazer história sendo pela primeira vez na história do futebol africano ter uma seleção entre as 4 melhores do mundo em uma Copa.


Nosso personagem não fez senão uma única defesa em destaque num momento crucial do jogo, foram várias defesas de nível elevado, em momentos cruciais, Emiliano Martinez mostrou plasticidade em defesa de uma falta cobrada, por traz da plasticidade destacamos em nosso blog outros pontos:


Nas oitavas quando tudo parecia decidido no final do jogo, Austrália consegue achar uma chance de gol, Emiliano como uma parede em movimentos peculiares e não pré moldado, cresce para cima do jogador e mantém a vitória para sua seleção, que sorte tem Messi de ter Martinez como fã e goleiro de sua seleção!



Como em 2010, a equipe que foi vice-campeã teve como pesadelo a perna de um goleiro que não protegeu de forma magistral o seu gol, protegeu uma nação toda de assegurar um sonho, sonho de chegar ao topo do mundo. Ambas defesas deram a confiança de um gol para sua equipe, no caso de Martinez, que conseguiu levar com essa defesa o jogo para os pênaltis, e lá literalmente assegurou o título que prometerá a Messi.


Como treinador de goleiros e apaixonado pela posição destaco a força mental de Martinez em situações adversas, quem não lembra na Copa América, como entrou na mente em jogo psicológico contra seus batedores? A defesa que levou o jogo para os pênaltis até os anos 90 era considerada para goleiros preguiçosos que não gostava de cair. Aí de defender com o pé que o xingo vinha de certo. Percebido a eficiência motriz do movimento e sua eficácia, hoje já se trabalha técnicas oriundas do futsal e do handebol para tais situações.

Nesse caso em específico não pareceu ser algo treinado, mas na autonomia do pensamento, em resolver uma situação problema, o goleiro agiu de maneira coerente com a situação utilizando movimento distinto de uma técnica ou outra.


Ali Argentina ganhará mais uma Copa Do Mundo, Ali o mundo ganhou mais uma referência no gol, e sua defesa será imortalizada, relembrada e estudada, podendo fazer tudo que escrevi acima estar errado.


Termino essa homenagem misturada com reflexões dizendo que mais uma vez, a posição de goleiro provou estar em contínua evolução, exemplo estão nas porcentagens de gols salvos em pênaltis, no aumento de passes para o goleiro, na altura que se joga o goleiro para ser opção de passe.



Dada reflexão, o momento é levar para campo essa realidade que chega dentro dos nossos contextos para que continuemos produzindo que consigam performar, no mais alto nível do futebol.


Valdir Bardi Treinador de goleiros Licença AFC, nível C de treinador e Licença Treinador de Goleiros, nível B ATFA.


102 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page