• Voa Goleiro

Sidão vira líder no São Paulo e agradece Rogério Ceni por indicação

Atualizado: Mai 22

O goleiro Sidão vive o seu melhor momento no São Paulo. Na vitória sobre o Flamengo, no último domingo, atingiu o décimo jogo consecutivo como titular, sua maior sequência no clube. O camisa 12, no entanto, não tem sido importante apenas dentro de campo. Fora das quatro linhas, entrou para o seleto grupo de líderes do elenco, sendo decisivo em momentos complicados da equipe.

Em entrevista coletiva concedida após o treino desta terça-feira, Sidão disse que houve uma união de forças para livrar o Tricolor do rebaixamento no Campeonato Brasileiro. A oito rodadas do fim do torneio, a equipe ocupa o 14º lugar, com 37 pontos, quatro acima da zona da degola, encontrando-se numa situação mais confortável do que semanas atrás.

“O São Paulo estava num momento bem difícil, a gente via muita coisa de jogador para jogador. E não só eu, mas Lugano, Hernanes, Petros, Rodrigo Caio, temos vários líderes. E a gente começou a se juntar para levantar a rapaziada, porque qualidade nós temos e precisávamos de algo a mais, uma parceria dentro de fora de campo para conseguirmos os resultados”, contou.

“Isso é da minha índole de querer ajudar, então minha parte eu fiz e continuo fazendo. Cara que sai do time, fica chateado, procuro para dar moral, porque vamos precisar de todos nessa jornada. É importante exercer uma liderança positiva no grupo, porque influencia fora e dentro de campo”, ressaltou.

Em franca ascensão na meta são-paulina, Sidão ainda lembrou de Rogério Ceni, que pediu sua contratação em um de seus primeiros atos após virar técnico do São Paulo. Os dois trabalharam juntos de janeiro a julho, quando o ex-goleiro foi demitido após uma derrota para o Flamengo, no Rio de Janeiro.

“Importantíssimo, o cara que me abriu as portas, o maior ídolo do clube, foi quem me indicou. Tenho o máximo respeito por ele e carinho enorme por ter me dado a oportunidade para poder estar fazendo grandes defesas aqui”, agradeceu.

Sidão tem vínculo com o São Paulo até o fim de 2018. Apesar da boa fase do goleiro, o clube deve contratar outro jogador da posição para a próxima temporada, já que dificilmente renovará com Denis e Renan Ribeiro – Walter, do Corinthians, é o alvo principal.

Invicto como mandante – sete jogos no Morumbi e dois no Pacaembu -, o atleta de 34 anos mira a manutenção da titularidade em 2018, apesar da procura do Tricolor por outro arqueiro.

“Espero que sim, que esse seja o pensamento de todos. Vou continuar trabalhando para que isso não mude. A torcida tem feito uma grande diferença nos jogos da capital. Só não coloca mais gente porque tem limite de ingressos. O Morumbi e o Pacaembu têm sido nossa casa, onde temos conseguido grandes resultados. Essa questão de ser titular é momentânea, então espero manter durante o maior tempo possível”, concluiu Sidão.

0 visualização

Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco

© 2020 por Voa Goleiro. Tudo sobre Goleiros.