• Voa Goleiro

O Papel do Monitoramento Técnico na Formação dos Goleiros

José Carlos Quiciri Pós Graduado em Treinamento Esportivo Membro da ABTG

Papel do Monitoramento Técnico na Formação dos Goleiros

Formando Gks

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo demonstrar o importante papel do treinamento e o monitoramento do desenvolvimento técnico dos goleiros em seus principais estágios de aprendizagem.

Os goleiros envolvidos neste trabalho fizeram parte da Escola de Futebol Zico10 em Poços de Caldas, sendo que a maioria está em clubes pelo Brasil. O trabalho foi iniciado em março de 2014 até dezembro 2019.

Estão envolvidos 10 goleiros, desde sub 07 até sub 17.

O objetivo do trabalho é demonstrar que o treinamento aliado ao monitoramento técnico, respeitando as etapas de Pré- formação e Formação, se torna uma ferramenta importante no processo.

Foram desenvolvidas as capacidades Técnica, Tática, Física e Psicológica, respeitando as faixas etárias, suas características e suas limitações.

Palavras-Chaves: Treinamento; Goleiro; Monitoramento.

Objetivo Geral

Apresentar o treinamento aliado ao monitoramento visando à formação coerente com estágio de aprendizado em que o aluno/atleta se encontra.

Objetivos Específicos

  1. Apontar o papel do treinamento de acordo com faixa etária

  2. Estabelecer ênfase nas dimensões a serem desenvolvidas

  3. Traçar objetivo afetivo-social durante processo de trabalho

Parte Principal

O pensamento crítico nos questiona! Qual melhor método? Bom! O raciocínio logico nos responde;

– O que dá resultado! Será isso mesmo?

Como descrever o progresso de um goleiro jovem inexperiente a um profissional eficiente e confiante? Citado por Pedro Felipe da S.Pereira ; Porto 2009.

A família, a formação, a base, o treinador de goleiros, o clube e/ou a escola de futebol, todos tem um papel primordial para que o sucesso ou o fracasso ocorra?!

Não podemos deixar de lado o ingrediente principal, o “talento”, aptidão natural, conforme cita Prof Wil Coort em entrevista em 2009, “ quando tens talento já nasce com ele é genético, o problema é a forma como vais desenvolver o talento”.

Apresento um trabalho de anos, um sistema simples de pontuação que segundo FiFa goalkeeping Pg 28, “o treinador pode criar suas próprias tabelas e gráficos, que requer conhecimentos de informática. Leva tempo para configurar a ferramenta, mas uma vez terminado é fácil de usar”, capaz de dar um feedback, e saber em qual nível cada goleiro foi direcionando para seus respectivos clubes.

Iniciando na pré-formação, até chegar à fase de alto rendimento, o caminho é longo, árduo, e vários são os fatores determinantes para que o futuro goleiro siga nesta caminha com êxito. O pequeno goleiro deve estar nas mãos de um profissional capacitado e que conheça não somente da posição como também dos fatores cientifico que norteiam uma formação eficiente. “Alias para que um goleiro seja eficiente em todas as etapas de sua formação é crucial um profissional capacitado e que tenha um profundo conhecimento da posição também” conforme cita o livro Goalkeeping FiFa pg 14, 3 são os fatores primordiais para o desempenho esportivo do goleiro, e são eles:

  1. Técnico, Tático e Teórico;

  2. Fator Físico;

  3. Fator Psicológico;

Fatores esses que devem ser implementados, seguindo uma sequencia pedagógica coerente, ou seja, não basta jogar a bola e dizer o que o goleiro deve fazer e como deve fazer, mas o porquê e para que está a fazer o exercício, segundo Marcio Teixeira 2017, o princípio da conscientização, “a atividade quando realizada conscientemente, obtém-se mais benefícios na medida em que o executante procura canalizar esforços para real objetivo” torna-se parte fundamental do treinamento pois cria no pequeno e jovem goleiro um pensamento critico e consciente do que está a realizar.( Principio do Treinamento Esportivo 2017,Pg 38 )

Nesta jornada de anos com formação de goleiro, saliento a importância da determinação do jovem goleiro e o papel do ambiente o qual ele esta inserido, ou seja, vencer os obstáculos que a vida lhe impõe, lidar com pressão do ambiente, iniciar em uma escola de futebol, que na sua grande maioria não tem condições de ter um profissional de preparação de goleiro para atuar, se adaptar aos poucos treinos que a escola de futebol oferece, e buscar algo mais, a baixa condição financeira na maioria das vezes e lidar com fatores psicológicos. Todas essas situações, o coloca a prova de seu real objetivo, e os fazem goleiros fortes, resilientes, com histórias e exemplos para dar.

Busquei desenvolver nesse trabalho os aspectos importantes da posição dentro de cada faixa etária em que atuei. Dou ênfase à teoria de Jean Piaget, os estágios de Desenvolvimento Cognitivo assim afirmam: “concebe que a estrutura a qual organizamos cognitivamente a realidade, amadurece em estágios progressivos, possibilitando novas formas de aprender/ agir mentalmente e fisicamente no mundo” (Psicologia da Educação 2014 Pg 89), à didática utilizada foi toda respeitando esses estágios de desenvolvimento cognitivo/intelectual, e os exercícios foram também de acordo com o desenvolvimento psicomotor, exercícios simples, educativos, no inicio com progressão e transição para categorias superiores.

Veja foto:

Aspectos Abordados

Na categoria sub 07: na Pré-formação trabalhei aspectos básicos de desenvolvimento psicomotor, equilíbrio, manipulação, recreação, adaptação das regras entre outros fatores, como desenvolvimento de foco e concentração, pois nesta fase é natural a falta de foco sempre com exercícios de baixa intensidade.

Na categoria sub 09: Ainda dentro da faixa de pré-formação, porém já vislumbrando a transição, trabalhei muito a lateralidade, desenvolvendo a aprendizagem da técnica de maneira progressiva, bem como conhecimento das regras do jogar das situações básicas de jogo e reposição.

Na categoria sub 11: Na Formação Inicial, dei ênfase no trabalho da técnica com progressão especifica, trabalhei aspectos como desenvolvimento coordenativos combinados e deslocamentos com e sem a bola, jogar com a bola nos pés. No livro Goakkeper FiFa Pg 15, indica que neste período é fundamental “a melhoria contínua das técnicas aprendida durante o período anterior” ou seja, estamos construindo uma escada d´grau à d´grau.

Na categoria sub 13: Na Formação Intermediária, a ênfase foi nos aspectos técnicos combinados, programei exercícios com intensidade moderada, visando desenvolvimento fisiológico do goleiro, trabalhei aspectos cognitivo e a tomada de decisão progressiva, levando o goleiro a obter leitura de jogo e usar fator reposição.

Na categoria sub 15 :Na Formação Final ou avançada, trabalhei vislumbrando a transição para especialização, onde foram desenvolvidos exercícios técnicos composto, com ênfase nas situações de jogo e sua imprevisibilidade. No aspecto físico, os exercícios foram trabalhados de intensidade moderada á alta, já os fatores psicológicos, como autonomia, concentração e sua identidade na posição, foram desenvolvidos nesta fase. A cognição foi aprofundada.

Na categoria sub 17: Na fase de especialização, não tive oportunidade de desenvolver o trabalho, pois a maiorias deles já estavam direcionado para equipes profissionais. Porém Cito os aspectos que acredito ser coerentes com a formação.

Vejamos abaixo alguns aspectos importantes que destaquei, existem muitos, porém fiz um breve relato dos que achei importante;

PRÉ-FORMAÇÃO – (Citado Profº Dr Marcio Teixeira em Treinamento Esportivo, 2009)

Estagio primário dos fundamentos

Classificamos em estagio de iniciação esportiva

Dos 07 aos 10 anos de idade:

5 principais aspectos abordados.

1º Treinamento com baixa intensidade;

2º Treinamento variado, criativo e recreativo;

3º Desenvolvimento multilateral;

4ºFlexibilidade, coordenação e equilíbrio;

5º Aprendizagem progressiva da técnica do goleiro, e adaptação das regras do jogo.

Ênfase nos conteúdos

Físico 15%

Técnico 70%

Tático 5%

Psicológico 10%

FORMAÇÃO INICIAL (Citado Profº Dr Marcio Teixeira em Treinamento Esportivo, 2009)

Estagio secundário- Inicial e Intermediário.

Classificamos em estagio de formação esportiva

Dos 11 aos 14 anos de idade:

5 principais aspectos abordados.

1º Treinamento de intensidade moderada;

2º Desenvolvimento físico, maior tolerância ao acido lático;

3º Aprofundamento nas habilidades motoras e coordenação com e sem a bola;

4º Construir o jogo com a bola aos pés e a progressão dos exercícios específicos;

5º Trabalhar aspectos cognitivo;

Ênfase nos conteúdos

Físico 20%

Técnico 50%

Tático 15%

Psicológico 15%

FORMAÇÃO AVANÇADA/TRANSIÇÃO (Citado Profº Dr Marcio Teixeira em Treinamento Esportivo, 2009)

Estagio profundo de Formação- Avançado e transição para Especialização.

Classificamos em estagio de Formação avançada com transição para especialização.

Dos 15 aos 18 anos de idade:

5 principais aspectos abordados.

1º Treinamento com muita Especificidade;

2º Exercícios com volume e intensidade a garantir melhora, com baixo risco de lesão ;

3º Ênfase na Tomada de decisão de autonomia;

4º Ampliar o jogo com a bola aos pés inserindo modelo de jogo tático;

5º Trabalhar carga emocional visando transferência à especialização;

Ênfase nos conteúdos

Físico 30%

Técnico 25%

Tático 20%

Psicológico 25%

FORMAÇÃO ESPECIAL

ESPECIALIZAÇÃO AO ALTO RENDIMENTO

Formação especial- Especialização e transição para Alto Rendimento.

Classificamos em estagio de especialização com transição para alto rendimento.

Dos 19 anos em diante:

5 principais aspectos abordados.

1º Preparação Tática adaptada ao modelo da equipe;

2º Exercícios com volume e intensidade á garantir á especialização;

3º Autonomia e o impacto psicológico da competitividade e pressão;

4º Jogo com aos pés preciso, bola área, fatores defensivos e ofensivos desenvolvidos de acordo com modelo tático;

5º Aspectos físicos monitorados;

Ênfase nos conteúdos

Físico 25%

Técnico 25%

Tático 30%

Psicológico 20%

Fundamentos Avaliados

Critérios para Avaliação

A somatória de pontuação será feita de acordo com a evolução nos aspectos específicos da posição, observados nos treinamentos e jogos;

A pontuação é de 0 à 10 no sub 07; 10 à 20 no sub 09; 20 à 30 no sub 11; 30 à 50 no sub 13; 50 à 70 no sub 15; 70 à 80 no sub 17; de 80 adiante fase de transição do sub 20 para profissional, que no caso não foi monitorado.

Desenvolvimento no Domínio da posição

  1. Recepção Entrada, Punho e Queda:

  2. Bola em solo;

  3. Bola em Punho;

  4. Mergulho, Desabe e Salto;

  5. Saída de gol:

  6. Situações de 1×1; Posicionamento na Bissetriz.

  7. Cruzamentos; Posicionamento de acordo Zonas do Campo.

  8. Bola nos Espaços; Posicionamento de acordo Zonas do Campo.

  9. Reposição com as mãos:

  10. Volêio;

  11. Tiro de meta;

  12. Jogo com pés; Construção Ofensiva.

  13. Evolução Psicológica Geral:

  14. Tomada de Decisão;

  15. Autonomia; Construção Defensiva.

  16. Foco; Concentração Etc.

ANEXO 1

Nome: Marcos M. Cassiano

Peso: 73 Kg

Altura: 1.85 m

Histórico: teve inicio nos treinamentos em 2014 com 11 anos de idade, foi acompanhado até final de 2017 e atualmente se encontra no clube do Guarani em Campinas-SP na categoria sub 17.

Outras: Passagem pelo Santos F. C. Santos- SP; Paulista de Jundiaí -SP

Destaque: Competições –Não Divulgado

Nome: Pedro M. Cassiano

Peso: 75 Kg

Altura: 1,75

Histórico: Inicio nos treinamentos em 2014 sendo acompanhado até 2018 e atualmente se encontra no clube de Futsal Pulo do Gato Campinas-SP na categoria sub 15;

Outras: Passagem pelo Santos F. C. Santos- SP

Destaque: Competições – Não divulgado

Nome: Jorge Walison B. Ananias Ano de Nasc: 2004

Peso: 84 Gk

Altura: 1.85 Cm

Histórico: Iniciou nos treinamentos em 2015 sendo acompanhado até 2019 e atualmente se encontra no clube do Pouso Alegre F.C -MG na categoria sub 17.

Destaque: Competições – Copa Sul minera sub 11- 2015; Copa Sul minera sub 13- 2016; Taça Ademiro Braz Campo sub 13- 2016; Circuito Base Forte sub 13- 2016; Taça Internacional sub 15- 2018; Liga de Futebol PoçosCaldense sub 15- 2018; Desafio de Goleiro poços de Caldas sub 15- 2019;

Nome: Mateus Vieira Alexandre Ano de Nasc: 2005

Peso: 87 Kg

Altura: 1.89 m

Histórico: Inicio nos treinamentos em 2015 sendo acompanhado até 2018 e atualmente se encontra no clube do Ituano- SP na categoria sub 15.

Outras: Passagem pela Inter de Limeira, Limeira- SP; Ponte Preta, Campinas- SP; Destaque: Competições – Copa Congonhal sub 13- 2017; Liga Municipal PoçosCaldense sub 13- 2018; Desafio de Goleiro Poços de Caldas sub 13- 2018;

Nome: Santiago Eller Novelinho Ano Nasc. 2006

Peso: 72 Kg

Altura: 1.85 m

Histórico: Iniciou nos treinamentos em 2017 sendo acompanhado até Julho 2019 e atualmente se encontra no clube Atletico Mineiro BH-MG na categoria sub 15.

Outras: Passagem pelo Brasilis F. C. Aguas de Lindóia- SP;

Destaque: Competições – Copa Sesc futsal sub 11- 2017; Jogos Solidários Society sub 13- 2018; Liga PoçosCaldense de Futebol Campo sub 13- 2019

Nome: Otavio h. Soares Contini – Ano Nasc. 2005

Peso: 70 Kg

Altura: 1.76 m

Histórico: Inicio nos treinamentos em 2015 sendo acompanhado até 2019 e atualmente se encontra no clube do Santarritense F.C São J. da Bela Vista -MG na categoria sub 15.

Outros: Noroeste Bauru sub 15

Destaque: Competições – Copa Sul Mineira Society sub 10- 2015; Lidap futsal sub 11- 2015; Copa society Sr Darci 2015 sub 11; Liga Futsal São João da B. Vista sub 12- 2917; Lidarp Campo sub 13- 2018; Liga PoçosCaldense Futebol Campo sub 15- 2019; Copa Futsal PoçosCaldense sub 15- 2019;

Observação: GK 1 (preservar identidade), teve inicio nos treinamentos em 2015 sendo acompanhado até 2019 e atualmente ainda se encontra na escola de futebol zico10 poços de caldas, até presente momento o gk1 não apresenta evolução para ser direcionado a um clube.

Observação: GK 2, (preservar identidade) teve inicio nos treinamentos em 2015 sendo acompanhado até 2019 e não se encontra na escola de futebol zico10 poços de caldas, o gk 2 não apresentou evolução para ser direcionado a um clube.

Nome: Ryan Rocha Ano de Nasc: 2010

Peso: 40 Kg

Altura: 1.44 m

Histórico: Ryan Rocha iniciou os treinamentos em 2017, e ainda não foi direcionado a nenhum clube, porém está em um desenvolvimento satisfatório desde o inicio de seu monitoramento.

Destaque: Competições – Copa Regional de Futsal São João da B. Vista Sub 08 -2018; Copa Lazaro Walter Avise sub 09 -2018

Nome: Igor Godoi de Souza

Peso: 23/01/2009

Altura: 1.50 m

Histórico: Iniciou nos treinamentos em 2016 sendo acompanhado até o presente trabalho e atualmente se encontra em monitoramento no clube Brasilis F.C Aguas de Lindóia -SP na categoria sub 11.

Destaque: Competições – Copa Society -2017 Sub 07; Copa Regional de Futsal São João da B. Vista Sub 08 -2018; Brasil Cup 2018 Sub 09; Copa Uniodonto sub 10 -2019; Copa rio-pardense Futebol de Campo sub 10 -2019; Copa Regional de Futsal São João da B. Vista Sub 10 -2019

Análise

Observando os gráficos, podemos ter um feedbak em relação ao trabalho. Citei acima as dimensões desenvolvidas a cada categoria, até o goleiro ser direcionado ao respectivo clube, lembrando que a sequencia da evolução do goleiro ficará a cargo dos trabalhos realizados em seus clubes atuais, o que foi feito até então, está descrito e registrado.

Criei o sistema de pontuação simples, utilizando programa Excel, visando uma maneira de fácil interpretação por parte dos próprios alunos e de quem tiver acesso ao trabalho. Ao observar os gráficos, analisamos que a cada categoria eles acumularam pontuação das categorias anteriores, e assim consequentemente, subiam nos critérios de transição para categorias seguintes, e não somente a pontuação em si, mas os aspectos trabalhados e desenvolvidos, alcançando assim os objetivos da formação.

Encontramos no gráfico descrito o que foi avaliado, vamos a analise:

Domínio da posição: Abrange todo aspecto relacionado à intervenção do goleiro durante os jogos, ou seja, todos os aspectos treinados que ele colocou em pratica. Técnico, Tático, Físico e Psicológico.

Recepção: Abrangem todos os fundamentos de recepção trabalhados nos treinos.

Saídas: Abrangem todos os fundamentos de Saída de Gol e suas funções táticas, trabalhados durante treinos.

Reposição: Abrangem todos os fundamentos de Reposição suas funções táticas, trabalhados durante treinos.

Cognitivo/Psicológico: Perfil de evolução nos aspectos psicodinâmicos relacionados ao jogar, ou seja, grau de desenvolvimento intelectual, emocional e motivacional.

Assim podemos definir que todos os aspectos devem ser trabalhados na formação, porém existem os períodos que a ênfase deve ser direcionada um pouco mais a um determinado aspecto, o que deve ser de acordo com a idade e grau de evolução apresentado pelo jovem goleiro. Saliento a importância do feeling do treinador em colocar o necessário para o momento de seu goleiro.

CONCLUSÃO

Chego à conclusão deste trabalho com muita satisfação, são vários goleiros direcionados para seus respectivos clubes, e tenho a certeza que eles possuem muito potencial ainda a desenvolver. O trabalho foi executado da melhor forma possível e posso ratificar que todos os fatores são indispensáveis à formação de um goleiro, cito o fator talento como sendo fator indispensável, conforme cita Prof Wil Coort em entrevista em 2009, “quando tens talento já nasce com ele é genético, o problema é a forma como vais desenvolver o talento”.

Deixo apenas uma reflexão para todos os formadores de goleiro, conforme Professor (Marcio Teixeira, 2009) cita em seu livro sobre TEP, o que buscamos na formação?

Não observar ou respeitar as fases sensíveis do desenvolvimento pode gerar o que o professor define como TEP – Treinamento Esportivo Precoce, e seus efeitos serão em todas as áreas, ou seja, física, psicológica e motriz, em ultima analise colocando em risco o objetivo do jovem goleiro.

José Carlos Quiciri

Ex- goleiro Profissional

Pós- Graduado em Treinamento Esportivo

Membro da ABTG

REFERÊNCIAS

Da S.Pereira, Pedro Felipe. O processo de Treino do Guarda-redes de futebol- Dá Pratica à teoria, Porto 2009

FIFA, Goalkeeping, Federations Internationale de footbaal Association, Zurich

Teixeira, Márcio, Editora e Distibuidora Educacional: Fundamentos do Treinamento Esportivo, Ano 2017

Gonçalves, Carlos Eduardo de Souza, Editora e Distibuidora Educacional: Psicologia da Educação. Ano 2014

0 visualização

Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco

© 2020 por Voa Goleiro. Tudo sobre Goleiros.