• Voa Goleiro

Na China gastam-se milhões mas nunca em goleiros. Entenda o motivo

Atualizado: Jun 2

No campeonato chinês estão já grandes nomes como Óscar, Jackson Martínez, Lavezzi ou Hulk.

A notável contratação do brasileiro Oscar, por parte do Shanghai SIPG, por mais de 60 milhões de euros, é apenas a última compra milionária de um clube do campeonato chinês, que de forma nada tímida tem conquistado o seu espaço midiático no futebol mundial.

Antes de Oscar já haviam chegado à China jogadores como Jackson Martínez, Ramires, Gervinho, Lavezzi ou Hulk, sempre por valores estratosféricos. Há também grandes treinadores de renome, como Villas-Boas, Pellegrini, Scolari ou Eriksson. No entanto, não há registros de contratações de goleiros estrangeiros. E há uma razão clara para isso.

De acordo com o diário AS, os clubes chineses estão impedidos de utilizar goleiros redes estrangeiros, como forma de proteção do atleta nacional.

Além desta medida há também outras regras protecionistas: cada clube tem apenas quatro lugares para jogadores extra-comunitários e um para um jogador asiático, não-chinês. E há mais: em cada partida só podem coincidir três jogadores não-asiáticos e um asiático não-chinês, é obrigatório manter sempre sete atletas chineses em campo.

0 visualização

Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco

© 2020 por Voa Goleiro. Tudo sobre Goleiros.