• Voa Goleiro

Hannes Halldórsson, o goleiro cineasta da Islândia

Os críticos de Cristiano Ronaldo dizem que o atacante do Real Madrid adora aparecer para o telão nas partidas. E na terça (14), o craque português esteve diante de alguém que entende de câmera. O goleiro Hannes Thor Halldórsson, da Islândia, também é um cineasta.

A relação do goleiro com sobrenome de deus nórdico de 32 anos com as câmeras começou em 2009, quando ele era goleiro do Fram Reykjavik, da Islândia, e dirigiu um documentário. Três anos depois, já como jogador do KR, de Reykjavik, ele dirigiu um vídeo da apresentação da música que concorreu ao Eurovision, um festival de música europeu.

Veja o vídeo abaixo:

Depois disso, o goleiro foi acumulando trabalhos em anúncios comerciais para marcas de cervejas, iogurtes e até para uma companhia aérea que contou com a participação de jogadores da Islândia. Além de um filme de comédia e ação, que começou a fazer em 1996, quando tinha apenas 12 anos. Hoje goleiro do Bodo/Glimt, da Noruega, Halldórsson não esconde que sempre ganhou mais dinheiro como cineasta do que como jogador de futebol, uma vez que nunca saiu dos países nórdicos, cujo futebol não é exatamente de ponta nem financeiramente, nem do ponto de vista da qualidade técnica. A Islândia, por exemplo, está disputando pela primeira vez a Eurocopa.

Mas o goleiro-cineasta ainda está em busca do seu grande objetivo na carreira: realizar o seu primeiro longa-metragem. Um projeto que, por enquanto, está parado porque ele foi jogar primeiro no NEC, da Holanda, e em seguida foi emprestado para o futebol norueguês.

– Meu sonho é fazer filmes, mas neste momento não é possível conciliar isso com o futebol. Quando terminar de jogar, vou prosseguir a minha carreira como cineasta. Atualmente, estou desenvolvendo um roteiro, qu espero que venha a originar o meu primeiro longa-metragem. É um thriller sobrenatural para o qual já trabalho há alguns anos – disse o goleiro, em recente entrevista ao “Pùblico”, de Portugal.

Halldórsson disse que usa todo o tempo livre disponível para trabalhar no roteiro que pretende filmar quando pendurar as chuteiras.

– Tenho esperança que esteja pronto para produzir quando eu terminar de jogar.

Sobre o duelo com Portugal, Halldórsson, disse não ter medo de Cristiano Ronaldo, mas reconheceu que o craque é um dos atacantes mais perigosos do mundo. Se ele pudesse fazer um filme sobre a participação da Islândia na Eurocopa, sabe como seria.

– Escolheria uma música dos filmes de Hollywood. A Islândia ganharia a final e eu defenderia um pênalti de Ronaldo no último minuto – brincou o goleiro.

Fonte

0 visualização

Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco

© 2020 por Voa Goleiro. Tudo sobre Goleiros.