• Voa Goleiro

Conheça o brasileiro convocado para defender a Rússia na Copa das Confederações

Pela primeira vez na história, o Brasil não está na Copa das Confederações, disputada a partir do último sábado (17) na Rússia. O país do futebol, no entanto, será representado por mais de um jogador nascido em território tupiniquim. Um deles, em Minas Gerais.

Além do zagueiro alagoano Pepe, titular de Portugal há quase dez anos, também foi convocado para o torneio o goleiro Guilherme Marinato, natural de Cataguases, na Zona da Mata mineira.

Contratado pelo Lokomotiv Moscou em 2007, o ex-jogador do Atlético-PR vive na capital do país-sede desde então e obteve a cidadania russa há menos de dois anos, em novembro de 2015.

Atualmente com 31 anos de idade, o goleiro começou a ser convocado para a Seleção local antes da Eurocopa de 2016, depois de ter conquistado a Copa da Rússia da temporada 2014/15, seu primeiro título pelo clube rubroverde.


Levado para a disputa de dois amistosos, Guilherme tornou-se o primeiro estrangeiro a defender as cores da Rússia, saindo do banco no intervalo da vitória por 3 a 0 sobre a Lituânia, em março do ano passado.

Na época, a decisão do então técnico Leonid Slutsky ganhou apoio do elenco, mas dividiu opiniões entre os torcedores. Em enquete realizada pelo diário esportivo russo Championat.com, 32% dos leitores concordavam com a convocação, enquanto outros 32% se mostraram “totalmente contrários”.

Além destes, 12% avaliavam que Guilherme não merecia a chance pelo desempenho em campo, e 24% tratavam a questão como “irrelevante”, devido à titularidade absoluta de Igor Ankifeev (CSKA Moscou).

“São apenas dois jogos, e vou me dedicar 100% para mostrar que mereço. Eu realmente quero estar na Eurocopa e na Copa das Confederações”, completou o mineiro, na mesma entrevista.

Desde então, Guilherme foi relacionado para ao todo dez jogos da Seleção, sendo três na primeira fase da Eurocopa. Mas ele entrou em campo apenas uma segunda vez, também saindo do banco, na derrota por 2 a 1 para a República Tcheca, em outro amistoso, disputado em junho de 2016.


Trajetória

Guilherme Marinato foi revelado pelo PSTC em 2001. As atuações pelo clube do interior do Paraná o levaram ao Atlético-PR, dois anos depois. No Furacão, o mineiro foi terceiro reserva e assumiu a condição de suplente imediato do então titular Viáfara apenas em 2007. As raras aparições no time principal, no entanto, foram suficientes para motivar o Lokomotiv a investir 4,5 milhões de euros no atleta (valor da época).

No clube de Mouscou, o mineiro estreou somente em 2009, após uma série de lesões. E ganhou o posto de titular no ano seguinte, com 43 partidas realizadas, incluindo duas participações na Liga Europa 2010/11. Ele disputou outras três edições do torneio da Uefa (2011/12, 2014/15, 2015/16), mas jamais conseguiu levar a equipe além da segunda fase (16 avos de final).

Na última temporada, o goleiro teve atuação elogiada na conquista do bicampeonato da Copa da Rússia, seu segundo título pelo Lokomotiv. “Consistente” e “regular” são alguns dos adjetivos mais encontrados em reportagens sobre ele publicadas por veículos russos.

Agora, Guilherme terá mais uma chance de mostrar serviço ao atual técnico Stanislav Cherchesov. Afinal de contas, vale a oportunidade de disputar Copa do Mundo de 2018, uma vez que a Rússia já tem participação garantida por ser o país-sede da competição.

0 visualização

Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco

© 2020 por Voa Goleiro. Tudo sobre Goleiros.